segunda-feira, 19 de outubro de 2009

O tempo e as coisas

     Vinte e dois anos pode parecer pouco tempo, dependendo do ponto de vista de cada um. Para alguns começamos a "viver" depois dos 30, para outros depois dos 40...  Acredito que começamos a viver quando, no primeiro momento revoltante de nossas vidas chutamos a barriga das nossas mães (digitando assim parece uma ação coletiva), loucos para sair daquela bolha e conhecer esse adorável mundo! Sei, não é tão adorável assim...  O chute pode ser visto como um vontade de mudar, uma evolução ou revolução, como queria. Pensando bem, vinte e dois anos é muito tempo! Ao menos é tempo suficiente para dizer que já aprendi alguma coisa.. E uma das coisas que aprendi é listar outras coisas! ;P
É fácil e dispensa conectivos quando o parágrafo seguinte não tem conexão com o anterior (tanta "coisa" junta, preciso de um sinônimo para "coisa")
Bom, assim sendo, algumas coisitas que o tempo ensinou:

- Desconfie de pessoas efusivas: exageros, muita energia, palavras bonitas, amor e carinho 19 horas por dia.. no mínimo não é humano (sim, eles estão entre nós!);
- Desconfie dos animais também. Eles são inteligentes, só fingem ser irracionais para aumentar nosso ego..
- Desconfie da sorte (eu sei, pode parecer pessimismo.. mas não!) Murphy sempre ataca!
- Aliás, desconfie de tudo e todos! Nem sua sombra é confiável.. já percebeu que ela some quando menos se espera?!
- Escolha o que será na maior parte do seu tempo: comparando com um filme, temos produtores, diretores e atores. Eu gosto de produzir, dirigir.  Fico feliz quando dá certo algo que tive muito trabalho para fazer. Se você também gosta de "botar a mão na massa" e criar, sinto informar.. não espere reconhecimento. Aplausos e parabéns são, na maioria das vezes, para os representantes - pessoas que tiveram coragem (rá!) de dizer ou executar algo que você criou. Pense no último bom filme que viu: você sabe o nome do diretor ou produtor?? Certamente vai lembrar o nome da atriz e elogiar pelo brilhante trabalho. Logo, se você gosta produzir, contente-se com o sucesso do seu trabalho e agradeça a alma caridosa que apresentou ele ao mundo..
- Não crie muitos neologismos: uma palavra aqui e outra ali tudo bem.. mas toda hora?! É chato obrigar alguém procurar tal palavra para saber existe mesmo;
- Não seja prolixo sempre;
- Observe as pessoas: quer saber "qual é" da criatura?! Preste atenção em gestos, olhares..
- Escute: escute!
- Ah! Essa é clichê: o importante é se você. Se for fresco por natureza.. continue sendo, se for chato.. continue também.. Mas nunca, nunca seja arrogante.. ô povinho! ¬¬
- Não aceite ou concorde com tudo que é dito;
- Não leve Carpe Diem ao pé da letra. Tá.. aproveitar o dia, viver intensamente, curtir a vida e 'tals' é muito bom, mas procure o equilíbrio.
- Quando descobrir o que você quer ser quando for velho, mantenha o foco (sim.. to mantendo o foco);
- Não seja alternativo, moderninho demais. Essa história de não ter nenhum grupo, credo ou religião é bobagem! E olhar o mundo com cara de paisagem também não é legal;
- Não se iluda: liberdade é utopia! Não existe... é só uma historinha bonita pra gente sonhar. Estamos sempre presos a algo ou alguém... seja família, amores, desamores, amigos, trabalho, Deus. Ninguém é totalmente livre.
- Por fim, leia listinhas do tipo auto-ajuda de pessoas que por algum motivo querem compartilhar seu momento cri-cri e comprove o óbvio: é só uma lista...

Até qq dia!!
=*



PS.1: Preciso parar com essa história de listas.. hei de voltar com os textos corridos.. ;]
PS.2: Então.. não fui selecionada para o #portocainarede.. oKs, Porto continua me esperando;
PS.3: Sinto que meu sedentarismo está com os dias contados..  #será?!

8 comentários:

Tamyris Torres disse...

Oi. Eu acho que não nos conhecemos tanto assim, mas ando lendo o seu blog e tenho ele linkado no meu. Também não é um pedido para vc linkar o meu no seu. Eu só queria dizer que seu texto é bom e bastante descritivo sobre a sua vida. Acho que pecas somente sobre quando fala de liberdade. Podemos ser livres sim. O pensamento é algo que brilha quando sabemos o que fazer com ele. E Às vezes o que pensamos se torna realidade. Para isto é preciso de um trabalho duro que se chama sonho ou apenas a vontade se ser. Ser plenamente é ser livre.
beijo ;)

Bia Kohle disse...

Será que até os 22 eu aprendo isso?
"D

Balinha de Menta disse...

Olha, é muito complexo escrever sobre o ser humano e tudo o que vc falou eu concordo. Devemos nos policiar e fazer de nós mesmos pessoas melhores.
Sucesso!
Gostei muito do blog, viu?
Bjs, Balinha.

Nathy disse...

A verdade é que 22 anos, é muito tempo mesmo!

ONG ALERTA disse...

Cada um tem o tempo que precisa uns talvens 20, 30 ou 70, importante é poder fazer a diferença nesta vida tendo atitude, paz.

KG disse...

Hey, Pri!
Td bem?
Acho que td tem seu tempo... E, agimos conforme nosso crescimento, nossas visões do mundo, nossas oportunidades etc. Sem cobranças! Sem modo certo de agir! Vivendo sua vida, como tiver que ser, será o correto...
Às vezes, temos de seguir as regras; n'outras, viver a vida! E quem decide isso? O coração de cada um! Sua Alma...
Td a seu tempo, não?

Bj

Carlos Augusto Matos disse...

http://visaopoetica84.blogspot.com/

Reflexo d Alma disse...

Ola!
A minha felicidade

Desde que me cansei de procurar,
aprendi a encontrar;
Desde que o vento começou a soprar-me na face,
velejo com todos os ventos.
Friedrich Nietzche


Momentos bons pra nós todos juntos, separados porém conscientes
de quem somos e pra que viemos; que cada um tenha nítido sua missão.


Não nos esqueçamos de viver sempre entre sonhos e delírios