sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

A volta de quem não foi...

13 dias. A intenção não era demorar tanto assim para atualizar mas sabe como é...
É só reclamar que estamos com tempo que rapidinho aparece coisas para fazer ou então acontece algo que toma por completo nossos dias.
Essa semana fiquei sabendo, depois de algumas consultas e exames, que minha avó tem Alzheimer. Segundo a neurologista, ainda não é o estado avançado. Triste sabe que alguém que você ama está doente. Mais triste ainda é não saber como agir, quando o alguém é uma senhora de 82 anos. Complicado. Assustador...
Graças a Deus mamãe tem bastante paciência, bom humor e jogo de cintura para contornar as situações mais, digamos, estranhas e constrangedoras que estão acontecendo nos últimos dias. Mesmo com as "ites" que o meio século de vida trouxe, ela tem forças para deixar os nossos dias mais tranquilos.
Bom... Deixando o divã de lado (porque eu sei que falar sobre doenças definitivamente não é algo interessante) não vou continuar digitando sobre isso. Não paguei consulta para ninguém vir aqui ler sobre meus problemas.

O fato é que quando pensei em criar outro blog a idéia era falar sobre a vida. Não de uma forma direta, como eu reflito. Mas sim o que eu por vezes sem querer acabo escondendo.
E partindo da definição de um certo alguém e de uma citação da Lispector surgiu o "Você de repente não estranha de ser você?"
No início não queria falar sobre celebridades ou subs.. até porque já tem muita gente ganhando bem para falar em qual restaurante badalado fulaninho jantou, qual praia beltrano tostou ou qual é a cor da cueca de sicrano. Fora a rotatividade... rs Para alguns nem existe fila.. parece mais aqueles bancos com senhas, água, cafezinho (o que fazer o tempo passar mais rápido) cadeiras e nove caixas para agilizar o processo. E claro, sempre tem vaaários fotógrafos atrás.
Eu até que gosto de acompanhar o que alguns artistas fazem mas confesso que não é um dos meus passatempos preferidos.
Também não queria falar sobre política. Nada de Lula, Obama (mas já "falei" dele aqui...), Osama... Apesar de dizer para todos que queria ser "presidentA" sempre que aparecia um adulto chato perguntando o que eu queria ser quando crescesse (depois dos 11 fiquei mais malandrinha.. dizia que queria ser grande!) nunca levei a história a sério. Algumas crianças sonham em ser astronautas, aeromoças, jogadores de futebol, modelos (sempre foi gordinha.. mamãe não deixava eu me iludir com esse tipo de sonho)
Eu só queria ser "presidentA"! Vai saber porque aos 6 anos de idade cismei com isso!
Bom.. pensei em criar um blog sobre tecnologia.. e vou criar.. logo logo nasce meu caçula =]
Ah! Também cogitei a hipótese de escrever poesias.. hehe Só que falta talento e inspiração para tal feito...
Na verdade sempre tentei fugir de "posts-comuns". Aqueles assuntos que todos falam sabe?! Acredito que devemos sim falar sobre... mas conheço tantos blogs que fazem isso tão bem (alguns eu até acompanho) que evito escrever. Meu lado Garfield ataca e eu prefiro só comentar mesmo.

Contudo tem alguns fatos que realmente não tem como fugir. Não tem como não falar.
Tenho pensado bastante em foco! Manter o foco.. mas é tão difícil pra mim.. melhor deixar como está pelo menos no que diz respeito ao blog. Vou continuar falando sobre tudo para falar aos menos uma coisa que faça sentido!
E cá estou iniciando algo que eu achava ser um "post-comum" meses atrás. E infelizmente é.
Violência é um daqueles temas que sempre entram em pauta.
Acredito que a grande maioria das pessoas que lêem blogs acompanham as notícias diárias, por jornais, pela net ou pela TV. Nos últimos dias, dois casos chamaram minha atenção.
Ambos sobre o trotes nas universidades. Engraçado ver as pessoas dizendo que a cada ano os trotes estão mais violentos.
Trotes SEMPRE foram violentos!
Vai dizer que obrigar uma pessoa a raspar a cabeça ou chamar alguém que você nunca viu de bicho não é uma forma de violência?!
O estranho é essa violência partir das "mentes pensantes", da pequena parcela de cidadãos que tem o direito de cursar uma universidade. Contraditório não?!
Não deveria ser os bichos/calouros os responsáveis por atos agressivos e perigosos?!
O primeiro caso foi de um menino, calouro de veterinária, que após sofrer o trote, acabou no hospital, em coma alcoólico. Ainda teve as agressões.. ele não quis beber! (Nessas horas tem que dá uma de esperto como diz um amigo meu. Fingi que bebe! Como?! Fiz a mesma pergunta para esse amigo e segundo ele "cada um que dê seu jeito", ele usa a técnica MacGyver.. e não sei como some com a bebida do copo sem ninguém perceber.. depois aparece com aquela cara de bêbado alegre perturbando todo mundo... pior que nunca sabemos se ele está bêbado mesmo ou é só firula... muito artista o garoto!)
Absurdo isso! Agora para provar que somos o senhor/senhora adulto(a) devemos beber?! Deprimente... Como a vítima disse: "Se fizeram isso com ser humano, imagine o que vão fazer com um bicho?"(são alunos de veterinária)
Medo desses "humanos"...
O outro caso, também em SP, foi de uma menina grávida que sofreu queimaduras. Sorte que o bebe passa bem. A suposta agressora cursa pedagogia. Pedagogia!! Como pode?!
Bem que poderia ter uma entrevista com psicólogos para os aprovados antes do ingressar na vida acadêmica. Em parte a culpa dessas atitudes violentas é da própria universidade (não estou tentando amenizar...) A grande maioria, assim como as escolas, não formam cidadãos.
As pessoas perderam o respeito pelo próximo.
Não sabemos mais quem é o verdadeiro bicho.. seria mesmo quem entra ou quem já está lá dentro?


Até qq dia!!
=*




PS.: Primeiro gostaria de agradecer a Ana Gabi e ao Poquiviqui pelos selos!
Muito obrigadaa ^^ Adorei! No próximo post faço as indicações e a lista.


PS2.: E acabou!
Sim. Foi bom enquanto durou. De volta a minha querida e adorável rotina!
Ok! Eufemismos a parte.. De volta as aulas. =/
Como toda boa barra de chocolate, as férias também tem seu fim.
É bom.. chocolate demais engoa! (ainda mais aqueles com frutas coloridas.. digo cristalizadas dentro...)




5 comentários:

M. disse...

Que chato sobre a tua avó. Que Deus dê o conforto necessário para ela e toda a tua família.

Bjossssssssssssssss!

Da Silva disse...

Sobre a sua avó, faço votos de tudo o de bom para ela a para todos que a cercam, vc inclusive.

Quanto a estes "estudantes", não há muito o que falar. Ao que parece, as pessoas estão criando os filhos de maneira absolutamente bizarra, dando a entender que eles podem fazer o que lhes der na telha, foda-se o direito dos outros.

O mundo está ficando louco.

Jandira Frota disse...

chato msm a história da tua avó...
mas tenho ctz q vc e sua família vão contornar essa situação...
^^
resolvi fazer uma visitinha...
e adorei teu blog...
gostei bastante dos teus textos!!
bjs guria!!

^^

Cynthia disse...

Melhoras pra sua avó, tenho certeza de que ela ficará bem.

Odeio esses "estudantes". Tudo isso parece (se não é) uma grande desculpa pra se embebedar e pronto.

Beijo!
E obrigada pelo parabéns!
;)

Bruno (de mim para mim) disse...

Muito Bom seu blog.. e o post tb!
kkkk.. bom titulo.
espero uma visita sua.