quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Lispector [2]




“Porque eu fazia do amor um cálculo matemático errado: pensava que, somando as compreensões, eu amava. Não sabia que, somando as incompreensões, é que se ama verdadeiramente. Porque eu, só por ter tido carinho, pensei que amar é fácil. É porque eu não quis o amor solene, sem compreender que a solenidade ritualiza a incompreensão e a transforma em oferenda”.




PS.: Sempre ela...
=*

3 comentários:

Meg disse...

Perfeita! Clarice é maravilhosa!

Thiago Damião disse...

Clarice é muito boa, bom seu blog priscila =]
beijos e boa noite

Homenzinho de Barba Mal feita disse...

Viva Clarice. Sempre falando de amor de forma simplicista, que toca o coração de todos...


http://hdebarbamalfeita.blogspot.com/